Tesauro de Ética, Política e Epistemologia para Estudos de Informação

Alienação

Alienação

ABBAGANO, Nicola. Dicionário de Filosofia. 5.ed. São Paulo: Martins Fontes, 2007

Em linguagem comum significa perda de posse, de um afeto ou das capacidades mentais.

[...]

"Na linguagem filosófico-política hoje corrente, esse termo tem os significados mais dispares, dependendo da variedade dos caracteres nos quais se insiste para a definição do homem. Se o homem é razão autocontemplativa (como pensava Hegel), toda relação sua com um objeto qualquer é Alienação. Se o homem é um ser natural e social (como pensava Marx), Alienação é refugiar-se na contemplação. Se o homem é instinto e vontade de viver, Alienação é qualquer repressão ou diminuição desse instinto e dessa vontade; se o homem é razão (entendida de qualquer modo), Alienação é refugiar-se na fantasia; mas se é essencialmente imaginação e fantasia, Alienação é qualquer disciplina racional. Enfim, se o indivíduo humano é uma totalidade auto-suficiente completa, Alienação é qualquer regra ou norma imposta, de qualquer modo, à sua expressão. A equivocidade do conceito de Alienação depende da problematicidade da noção de homem" (ABBAGANO, 2007, p. 26-27).

 

Data de criação
16-Jul-2020
Modificacão
23-Jul-2020
Termo aceito
23-Jul-2020
Termos descendentes
0
ARK
ark:/99152/t3pl0g5415m4q6
Termos específicos
0
Termos alternativos
0
Termos relacionados
0
Notas
2
Metadados
Busca
  • Buscar Alienação  (Wikipedia)
  • Buscar Alienação  (Google búsqueda exacta)
  • Buscar Alienação  (Google scholar)
  • Buscar Alienação  (Google images)
  • Buscar Alienação  (Google books)